Rua Maria Monteiro, 1212 – Campinas, SP

+55 (19) 3705-2070
igrejansdores@igrejansdores.org.br

Notícias da paróquia › 29/11/2016

Aulas de Informática: Inclusão da Terceira Idade

Projeto do Laboratório de Informática
Segundas e Quartas Feiras das 8,30 à 9,30 e das 15,00 às 16,00
Inscrições na Secretaria da Paróquia.

  • Internet
  • Email
  • Celular
  • Facebook
  • Skipe
  • Trabalhando com o computador – principais programas da Microsoft: Word, Publisher, Excel, Power point,  etc

laboratoriopainel

1- Como surgiu a ideia deste projeto na Paróquia?

João Alberto Fremann Zacharias – Esse projeto da Inclusão Digital para a Melhor Idade, já estava sendo encubado desde a época do Monsenhor Busch. Foi acolhido com entusiasmo pelo nosso Pároco atual Mons. João Luiz Fávero e pelo Padre Marcio Manso, que também o apoiam e o estimulam. Novas ideias e objetivos foram criados com eles. A ideia surgiu quando da visita e da palestra do Doutor Jaime Maciel, neuropsiquiatra, que colocou entre outros assuntos, a necessidade que as pessoas, com o passar dos anos, terem atividades para ocuparem a mente, exercitando a memória e o raciocínio como forma de se manterem ativos e saudáveis física e mentalmente. A Paróquia então montou um Laboratório completo com equipamento de última geração para dar condições aos nossos alunos de treinarem a Informática Básica.

2– Quando começou o curso de Informática Básica para a Melhor Idade? Como participar?

  João Alberto- O curso começou em agosto de 2011. Por causa da grande procura e da limitação do número de alunos por turma, existe uma lista de espera. Os interessados devem se inscrever e aguardar serem chamados quando da montagem de novas turmas.

3- Onde são ministradas as aulas? Qual a duração do curso?

   João Alberto – As aulas são ministradas no Laboratório montado no Espaço Social, sito à Rua Santos Dumont, 785, Cambuí- Campinas. O curso está previsto para ter uma duração mínima de um ano com possibilidade de prorrogação dependendo do andamento no aprendizado dos alunos.

4 – Como está sendo a aprendizagem e aceitabilidade dos alunos?

   João Alberto – É muito interessante e motivador o empenho e o interesse dos alunos, sobretudo os que têm maior dificuldade. Estão aceitando muito bem e aprendendo bastante. A cada aula posso notar que vão devagarzinho, superando as dificuldades, principalmente os alunos com mais idade.

5 – Durante o curso aconteceu algum detalhe pitoresco que pudesse relatar?

     João Alberto – As aulas acabam sendo divertidas por causa do bom humor dos participantes que a encaram como uma atividade lúdica. Uma das alunas com 82 anos, numa das aulas riu e provocou muito riso na classe, ao ver o ponteiro do mouse acompanhar o tremor de suas mãos. Mas foi só ajustar a taxa de intermitência do mouse para que ela conseguisse apontar para os ícones de forma aceitável. Hoje ela já consegue realizar as tarefas com bastante normalidade.

6 – A proposta do curso de informática para melhor idade está atendendo os objetivos propostos?

       João Alberto – Acredito que sim por causa dos relatos dos participantes. Não imaginava como iria fazer o bem que está acontecendo aos alunos. Vejo suas alegrias, quando conseguem realizar tarefas no computador, algumas até mais difíceis.  Há uma psicanalista numa das turmas, que comentou exatamente isso; “-Chega a ser terapêutico!” Além dos textos, utilizamos bastantes imagens que acabam encantando o pessoal.

7 – Fale de você e do seu trabalho na Paróquia de Nossa Senhora das Dores.

      João Alberto – Sou Publicitário, formado pela PUC de Campinas, turma de 1978. Especializei-me em Mídia Eletrônica, e Foto Linguagem, Pós-Graduado em Gerenciamento de Sistema de Rede com ênfase em Internet. Desde 1995, realizo trabalhos relacionados com soluções para a Internet, na área de desenvolvimento. Fui professor de Tecnologia em Informática no Colégio Sagrado Coração de Jesus.  Atualmente administro 32 sites. Sou especialista na plataforma do Word Press.

 Eu e minha esposa Izabel somos paroquianos e viemos com o Mons. Busch quando assumiu a Paróquia em 1982 do Ponto de Encontro Universitário.

Logo nos primeiros dias, ajudei a organizar a parte da Música na Liturgia, onde durante os primeiros cinco anos, participei de todas as celebrações de final de semana na Paróquia, com o violão e com o canto. Mais tarde, por causa da minha formação musical em acordeom, também aprendi piano e teclado, onde cursei durante um ano e meio o Clan em São Paulo, escola de música onde estudei piano popular e também o curso de regência coral do maestro Cantone na Secretaria de Educação do Estado. Foi um trabalho enorme ajudar a reativar essa área na Paróquia que estava bastante fraca. Aos poucos fui ajudando a criar grupos e ensaiar novos cantores e instrumentistas que ainda atuam. Montei, juntamente com o padre Busch e Helena Chiqueto, os programas de canto que ainda são utilizados em nossa Igreja. Fundei o Coral de Nossa Senhora das Dores, onde atuei como Regente, sendo depois substituído pelo Professor Plínio Witaker a pedido do Padre Busch, para que ficasse mais livre para o Ministério da Liturgia e hoje tão bem regido e coordenado pela professora Neuza . Muitos dos cantores que iniciaram, ainda cantam no Coral. Muitos dos cantos que a comunidade canta ainda hoje,  são frutos de diversos cursos em que participei no Rio de Janeiro, São Paulo e em Campinas, organizados pela Irmã Miriam Kolling e pelo Cônego Amaro da Comissão de Liturgia e Canto Sacro da Arquidiocese do Rio de Janeiro, além dos cursos de Liturgia, aqui em Campinas ministrados pelo Padre Busch e pela Helena.  Atualmente, participo no canto da comunidade vespertina dos sábados as 17 horas e domingos as 11 horas.  Minha esposa Izabel, atua como voluntária no Serviço de Evangelização nos Casamentos. Participamos, também, dos Encontros de Noivos e Namorados acompanhando os pais no último dia do encontro. Sou o professor do Curso de Informática para a Melhor Idade que a Paróquia criou.

.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.